Feira de São Mateus implementa plano de ação para a sustentabilidade

Plano engloba mais de 50 medidas em três vertentes: Social, económica e ambiental | Será implementado ao longo de quatro anos, com novidades já na edição deste ano | Trata-se da 1ª Feira do país a receber a Certificação de evento sustentável

São, ao todo, 53 medidas previstas no Plano de Ação para a Sustentabilidade, que garantem à Feira de São Mateus a marca de evento sustentável e comprovam o seu alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento das Nações Unidas para 2030. Este é, de resto, um reconhecimento inédito, a nível nacional, já que se trata da 1ª feira do país a obter esta Certificação, atribuída pela Biosphere Responsible Tourism, um referencial reconhecido à escala internacional pelo GSTC – Global Sustainable Tourism Council.

O Plano de ação contempla diversas iniciativas nas áreas da Governança e Economia, Sociedade e Cultura e Ambiente e Alterações Climáticas, será implementado ao longo de quatro anos, até 2026, com as primeiras medidas a serem concretizadas já na edição deste ano da Feira.

Na vertente Governança e Economia são 17 as ações, entre as quais se destacam: manuais de acolhimento para feirantes e colaboradores, com indicação de boas práticas na área da sustentabilidade; novos requisitos para aquisição de produtos e serviços sustentáveis (produtos endógenos e de proximidade); atribuição do selo “Feira + Sustentável” a todos os stakeholders que se destaquem no cumprimento das ações de sustentabilidade, nomeadamente na poupança de recursos energéticos e água, e a distribuição digital de um guia de comportamentos sustentáveis para os visitantes.

Na vertente Sociedade e Cultura estão contempladas 19 medidas, sendo estas algumas das mais imediatas: Dinamização do Programa São Mateus SOCIAL, estímulo à visita gratuita por parte de públicos institucionalizados; Criação de um Corredor Azul junto ao palco principal destinado a pessoas com mobilidade reduzida; Criação de um “Cabaz Solidário” para a recolha de artigos (roupa e alimentos), de um espaço para rastreio de problemas de saúde e do Programa “Dia dos Sabores locais”, em que cada restaurante promove um prato local.

Na vertente Ambiente e Alterações Climáticas há 17 iniciativas, com destaque para: Estímulo à substituição de lâmpadas tradicionais por LED por parte de todos os operadores da Feira; parceria com entidade local para combater o desperdício alimentar; Campanha de sensibilização para eliminação do plástico na Feira; Reforço da aquisição de copos reutilizáveis e Cálculo e divulgação do cálculo da Pegada de Carbono, com medidas de compensação que passarão, essencialmente, pela criação de bancos de ecossistemas no concelho de Viseu.

Os resultados e impactos das ações, que são monitorizadas a partir de um conjunto de indicadores de sustentabilidade, serão vertidos num relatório anual de Sustentabilidade.

Os objetivos do Plano de Ação para a Sustentabilidade estão traçados e incluem, por exemplo: acelerar a transição para uma feira mais digital; alcançar resultados mais positivos em matéria de gestão de resíduos; conceber atividades capazes de alavancar a importância do património natural e cultural e da gastronomia regional; criar efeito de contágio nos patrocinadores e na comunidade para a importância da adoção das melhores práticas de sustentabilidade e contagiar os visitantes, gerando um efeito multiplicador. Será um trabalho com vista a tornar a Feira de São Mateus + Transparente; + Influenciadora; + Inclusiva; + Responsável e + Comprometida.

Numa fase inicial, foi feito um diagnóstico de sustentabilidade da Feira, contemplando 70 critérios do Referencial Biosphere Eventos. Nesta fase foram também acolhidos contributos da Viseu Marca, da Câmara Municipal de Viseu, da Associação Comercial do Distrito de Viseu, da Associação Empresarial da Região de Viseu, da Associação de Feirantes da Feira de São Mateus e da Associação Portuguesa de Empresários de Diversão e Feirantes. Toda a implementação do Plano irá ser monitorizada ao longo dos 4 anos de vigência do programa.

Para Pedro Alves, presidente da Viseu Marca, a atribuição deste Certificado Biosphere Sustainable, “é uma decorrência do estatuto que Viseu tem consolidado ao longo dos anos, enquanto município líder em qualidade de vida e com indicadores ambientais de espaço natural e de biodiversidade. Este ano, começamos este processo de posicionar também a Feira de São Mateus na liderança nacional em matéria de sustentabilidade e temos como objetivo transformá-la no 1º certame carbono zero, inclusivo e acessível”. Pedro Alves refere ainda que “estamos totalmente comprometidos com esse desafio, da sustentabilidade, que cada vez mais se sente a nível global e para o qual queremos também dar o nosso contributo”.

O Plano de Ação para a Sustentabilidade foi apresentado esta tarde, pelo presidente da Viseu Marca. A edição 631ª da Feira de São Mateus arranca na próxima 5ª feira, 10 de agosto, e prolonga-se até 21 de setembro.