As “Bandas de Cá”, num só Festival, para animar o coração da Guarda


Há mais um efe para acrescentar aos cinco que acompanham a Guarda. A cidade “mais alta”, também conhecida por “cidade dos cinco efes”: Forte, Farta, Fria, Fiel e Formosa ganha agora o F de Festival: Bandas de Cá. Entre 28 de agosto e 1 de setembro, as noites da Praça Luís de Camões (Praça Velha) vão ter concertos diários, pelas 21h30, com projetos musicais da região da Guarda e que atuam no espetro pop/rock. Os primeiros a subir ao palco serão os Diamar. O grupo guardense que conta já com 16 anos de atividade musical promete animar a primeira noite com versões de músicas pop bem conhecidas de todo o público e com alguns fados à mistura.

Na terça-feira, dia 29 de agosto, será a vez dos 100 Ensaios. Com seis músicos em palco e uma energia contagiante, o grupo da “mais alta”, no ativo há 18 anos, promete um concerto animado numa fusão entre o Pop e o Rock.

Na quarta-feira, dia 30 de agosto, os riffs sobem de tom com a banda Velut Luna. O grupo da região da Guarda promete versões de músicas rock e metal para uma «experiência energética» e «solos alucinantes». Seguem-se na quinta-feira, dia 31 de agosto, os Sexta-feira Santa. A banda guardense criada em 2017, com influências dos Blues e do Country Rock, traz no reportório temas de Eric Clapton, Susana Tedechi e Johnny Cash entre muitos outros.

O Festival termina com os já “veteranos” Trivenção, banda da Guarda a cumprir 22 anos de intensa atividade musical e que sobe ao palco na sexta-feira, dia 1 de setembro. A banda apresentará grandes autores e temas da música portuguesa como: José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Sérgio Godinho, Fausto ou José Mário Branco. «Uma autêntica viagem no tempo que vale a pena reviver».

Aqui ficam não um, mas cinco motivos para sair à rua neste fim de agosto guardense. Para ver, ouvir e sentir: concertos no coração da Cidade, nesta iniciativa que integra o extenso programa de Verão do Município da Guarda.