Noite de Gala em Lamego distingue investigador João Gama

O Teatro Ribeiro Conceição acolheu mais uma Noite de Gala que assinalou o 16º aniversário da reabertura ao público desta imponente sala de espetáculos e homenageou João Gama, professor catedrático na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, com o Prémio de Mérito Cultural do Município de Lamego. 

O júri fundamenta a atribuição deste galardão pelo seu papel relevante “na investigação da humanização da inteligência artificial, no ensino e na Língua e Cultura Portuguesa”.

Durante o discurso de agradecimento, João Gama destacou os desafios e as transformações que a Inteligência Artificial vai operar no mundo e que vão “alterar profundamente a forma como nós ensinamos e como nós aprendemos”, acrescentando que estas alterações requerem uma regulamentação para evitar utilizações fraudulentas.

“Partilho da perspetiva europeia de uma Inteligência Artificial responsável que promova o bem-estar e o desenvolvimento. Tenho uma visão positiva sobre o futuro”, explica.

Na abertura da sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal de Lamego começou por sublinhou que “é uma honra para Lamego ter um lamecense com um trabalho tão inovador e diferenciador”. Logo a seguir, afirmou que é com “orgulho e gratidão” que avalia o percurso feito pelo TRC até este momento.

“Orgulho por trazer aqui um processo criativo do qual resultou um espetáculo belíssimo que tivemos a oportunidade de assistir na primeira parte e gratidão às associações e aos agentes culturais locais por trazerem a este palco a sua criatividade, originalidade e dinâmica. É por tudo isto que Lamego tem o epíteto de Capital Cultural do Douro”, justifica.

Francisco Lopes anunciou ainda que foi aprovada a candidatura apresentada pela autarquia à DGArtes que garantirá um apoio financeiro de 400 mil euros para a programação do TRC de 2024 a 2027, contribuindo, assim, de forma assinalável para a descentralização cultural e coesão territorial. “Vai ajudar-nos a criar novos públicos e a fomentar a criação cultural produzida pelos próprios lamecenses”, acredita.

A Noite de Gala do TRC abriu, em palco, com a apresentação de um novo espetáculo que cruzou movimentos, sons e gerações, que juntou mais de 60 pessoas, artistas multidisciplinares e a comunidade lamecense, que procuraram refletir a prática artística e comunitária como um movimento impulsionador de novas paisagens humanas. O espetáculo terminou com o público a aplaudir de pé.