Estreia do documentário MEG – Rota do Megalitismo, Templos de Eternidade, em destaque na BTL 

A estreia do premiado documentário MEG – Rota de Megalitismo, Templos de Eternidade, de Viseu Dão Lafões e Sever do Vouga, foi um dos momentos altos da programação desta sexta-feira da BTL 2024 – Bolsa de Turismo de Lisboa.

A apresentação captou atenções, pelas imagens de rara beleza e valiosíssima informação partilhada, lotando o stand da CIM Viseu Dão Lafões e fixando o interesse geral dos muitos visitantes que passavam pelo Pavilhão 2.

Este documentário, que será disponibilizado ao público já em março, foi distinguido no Festival Internacional de Cinema de Turismo, em Outubro, arrecadando o primeiro prémio na categoria de “Melhor Documentário: Investigação em Turismo”. E apresenta-se como uma viagem pelos municípios que compõem Viseu Dão Lafões, num percurso de 500 quilómetros por alguns dos mais extraordinários monumentos megalíticos do Centro de Portugal, muitos deles referência a nível mundial. A saber, o percurso tem um total de 26 dólmens, 13 dos quais monumentos classificados, um deles o Dólmen I de Carapito.

“Este documentário surge como um documento único, de partilha e valorização de um património antigo de extraordinária riqueza, para a região e para o país, como são os monumentos megalíticos existentes em Viseu Dão Lafões. O resultado final orgulha-nos muito. E é uma justa homenagem a esta grande iniciativa que é todo o projeto MEG Rota do Megalitismo da Região Viseu Dão Lafões e Sever do Vouga, parceria das entidades locais com o apoio e chancela do Turismo de Portugal. Podemos confirmar aqui, em plena BTL, que o documentário será disponibilizado para o público já no início de março, através das plataformas digitais da CIM Viseu Dão Lafões”, afirma Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões.

 A restante programação desta sexta-feira na BTL 2024 – Bolsa de Turismo de Lisboa, ficou marcada ainda pelo projeto Aldeias da Serra do Caramulo, mais uma iniciativa da CIM Viseu Dão Lafões, que visa a valorização desta rede de aldeias enquanto produto turístico, estimulando a economia de montanha e fomentando um turismo responsável e sustentável.

No fecho do ciclo de três dias para profissionais, e num dia em que BTL se abriu igualmente ao público, decorreram também as apresentações e ativações dos municípios de Nelas, Oliveira de Frades, Castro Daire, São Pedro do Sul e Vila Nova de Paiva, integrando sempre os produtos icónicos da região, em particular a Gastronomia e Vinhos, ou destacando outros projetos específicos, como A Última Rota da Transumância — Tradição, Costumes e Sustentabilidade – oportunidade para um fórum de discussão em torno da importância de recuperar as tradições antigas, valorizando o património identitário das comunidades.

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões está a surpreender os visitantes da BTL 2024 – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre de até a 3 de março, num exemplar stand próprio que, pelo terceiro ano consecutivo, agrega aos 14 municípios da região. A proposta do espaço, tecnologicamente inovador, destaca-se por uma abordagem única que dá a conhecer as diversas experiências sensoriais disponíveis. O foco estratégico deste ano recai sobre o turismo de experiências, abrangendo desde a gastronomia, o enoturismo e as experiências de bem-estar, até ao turismo de natureza e ao turismo ativo e desportivo.