Festa do Pão de Vale de Ílhavo realiza-se de 15 a 17 de março e tem concertos  

Em Vale de Ílhavo, a sabedoria para confecionar as padas, os folares, a broa de milho ou de abóbora, em forno a lenha, tem passado de geração em geração.

Para celebrar esta tradição o Município de Ílhavo volta a realizar a Festa do Pão de Vale de Ílhavo de 15 a 17 de março, no Jardim Henriqueta Maia, em parceria com a Associação Cultural e Recreativa “Os Baldas” e Os Cardadores de Vale de Ílhavo – Associação Cultural e Recreativa.

Uma semana antes, na noite de 9 de março, acendem-se os fornos a lenha na sede da ACR “Os Baldas”, em Vale de Ílhavo, que abre a porta para mostrar como se faz o pão e o folar. Aprendem-se os segredos da confeção artesanal, mete-se a mão na massa e, por fim, come-se o delicioso pão, ainda a escaldar, e ouvem-se “Histórias com Pão”, contadas pela Arte Riso – Associação Cultural.

A Festa do Pão de Vale de Ílhavo continua, então, no fim de semana seguinte, numa tenda montada no Jardim Henriqueta Maia.  Na manhã de 15 de março, sexta-feira, o programa é exclusivamente dedicado às escolas do Município de Ílhavo; à tarde há um conjunto de atividades dirigidas aos seniores.

Uma das novidades na edição deste ano é a programação noturna, em que o protagonismo se transfere para a cerveja. Na noite de sexta, há concerto de Puzzle Acústico, um projeto local, de José Miguel, Vitor Enes e Cesar Maranhão.

A abertura oficial da festa, com a presença de todas as padeiras e moagens participantes, acontece no dia 16 de março, sábado, às 14h30, seguindo-se uma performance da banda de percussão de Vale de Ílhavo “Toca a Baldar”.

As padeiras estarão a vender pão durante as tardes de sábado e de domingo, até ao stock existente. “Os Baldas” e “Os Cardadores” garantem o serviço de bar, com pão com chouriço ou bacalhau, entre as 12h00 e as 14h30, no dia 15 de março, sexta-feira; e entre as 11h00 e as 19h00, nos dias 16 e 17 de março, sábado e domingo.

Durante as tardes de fim de semana, o Jardim Henriqueta Maia vai estar sempre animado. Na tarde de sábado, 16 de março, há artes circenses e magia, sempre com muita interação com o público, e dois ateliês: “Mete a mão na massa”, pela associação “Os Baldas”, e “Criar com palha de milho”, com Isabel Amarante.

À noite, a tenda volta a abrir para mais música e cerveja, com o DJ Set de Charles Lazer.

Domingo, 17 de março, começa com uma visita interpretativa a Vale de Ílhavo, às 10h30, orientada por João Torrão, professor catedrático em Línguas e estudos clássicos, que leva os participantes a conhecer o património material e imaterial deste lugar, que preserva a tradição não só do pão artesanal, mas também das moagens e dos míticos Cardadores.

À tarde, o Jardim Henriqueta Maia continua animado, com as performances dos Animadixie, um quarteto de jazz dixieland, e dos Cardadores. Além disso, realiza-se mais uma sessão de “Mete a mão na massa” e o ateliê “Pás e Padas”, com Jorge Cardoso.

Também durante a tarde, estará a decorrer a “Porta da Bagageira”, uma feira de venda de usados, promovida pela Junta de Freguesia de São Salvador.

A Festa do Pão de Vale de Ílhavo encerra com a atuação do Grupo de Danças e Cantares da Gafanha do Carmo, às 18h00.

O programa detalhado pode ser consultado no website da Câmara Municipal de Ílhavo, em cm-ilhavo.pt. As inscrições para a iniciativa Porta Aberta, no dia 9 de março, e para os ateliês e Visita Interpretativa a Vale de Ílhavo realizam-se através do endereço de e-mail gastronomia@cm-ilhavo.pt ou pelo número 234 329 686.