Albergaria termina março com mais árvores plantadas

O Município de Albergaria-a-Velha terminou o mês de março com mais árvores plantadas. No mês das Florestas, da Árvore e da primavera, o Município reforçou as suas manchas verdes.

Com esta reflorestação, aumentou a resiliência da área florestal e reduziu a vulnerabilidade dos solos, promovendo ainda a restauração da biodiversidade local.

No Monte da Senhora do Socorro, os alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha plantaram mais de 60 árvores, sobreiros e carvalhos, entre ofertas da autarquia e árvores resultantes de sementeira feita em outubro na escola. Durante a plantação, os 60 alunos, acompanhados por cinco professores, tiveram o apoio técnico da equipa de jardinagem do Município.

Esta iniciativa decorreu no âmbito do projeto “EMRC – disciplina carbono zero” que, há mais de dez anos, sensibiliza os alunos para o cuidado com a natureza. 

Na zona serrana do Concelho, mais propriamente no lugar de Telhadela, em Ribeira de Fráguas, decorreu uma outra plantação, desta vez, com 300 espécies autóctones em substituição de eucaliptos e infestantes que se encontravam num terreno adquirido pela Câmara Municipal. Participaram na iniciativa estudantes da freguesia, elementos da Proteção Civil Municipal e Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha, GNR e NPA – Núcleo de Proteção Ambiental, sobre a coordenação da Associação BioLiving. 

Como a primavera não é só uma época excelente para plantar árvores, mas também para semear hortícolas, ervas aromáticas, legumes e outros alimentos, na Horta Biológica da Lapa, os 24 talhões recentemente atribuídos a novos “hortelões” já estão a mostrar os seus “rebentos”, que puderam ser apreciados numa visita de agricultores e gestores de projetos de Portugal, Roménia e Itália.

Inserido no projeto europeu AGERECO, os 10 visitantes quiseram conhecer o projeto de compostagem e hortas comunitárias Albergariense, tendo ficado bastante agradado com a mostra de boas práticas.