Exposição fotográfica abre comemorações dos 50 anos do 25 de abril em Mangualde

O Município de Mangualde preparou para este mês de abril, de 5 a 28, um conjunto de iniciativas, dirigidas a todos os públicos, destinadas a assinalar os 50 anos da Revolução de 25 de abril.

Exposições, concertos, conferências, conversas teatro, ateliês, caminhadas, são algumas das atividades agendadas.

As comemorações abrem na próxima sexta-feira, dia 5 de abril, às 18h00, com a inauguração, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, da exposição fotográfica “No coração da Revolução”.  As 70 fotografias, tiradas pelo jornalista e fotógrafo Veloso Amaral, no dia 25 de abril de 1974, retratam os momentos de ansiedade e emoção vividos pelo autor e por todos os que acompanharam, presencialmente, no Largo do Carmo, a Revolução dos Cravos.

Entre as diversas iniciativas, cuja programação completa pode ser consultada em www.cmmangualde.pt, destaca-se a Assembleia Municipal de Jovens (dia 23) e a peça de teatro “Os filhos que abril deixou” com os alunos do Agrupamento de Escolas de Mangualde (dia 24), na Biblioteca Municipal.

No dia 25 de abril, o Município promove, às 15h30, no auditório da biblioteca, uma cerimónia na qual serão homenageadas diversas personalidades de Mangualde.

A conferência “Essa palavra Liberdade…Do Estado Novo ao 25 de abril em dois casos exemplares”, com o professor doutor Luis Reis Torgal e a Exposição “Ventos de Mudança” do Centro de Documentação 25 de abril e Associação José Afonso (dia 26) serão outros dos pontos altos. 

As comemorações dos 50 anos do 25 de abril promovidas pelo Município, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Mangualde, Universidade Sénior de Rotary de Mangualde, União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Bombeiros Voluntários de Mangualde, Escuteiros e Palácio dos Condes de Anadia.

“O envolvimento de diversas entidades para celebramos meio século da Revolução é um bom exemplo de democracia que queremos dar, demonstrando que unindo forças podemos fazer mais e melhor”, afirma o presidente da Câmara de Mangualde, Marco Almeida.