Aldeia Histórica de Sortelha serve de cenário a novo filme sobre época quinhentista

O filme “1506 – O Genocídio de Lisboa”, que estreou na última quinta-feira, retrata o massacre dos judeus, em 1506, em Lisboa. A Aldeia Histórica de Sortelha foi o palco privilegiado das filmagens e mais um exemplo da atratividade do território para as mais variadas produções nacionais e internacionais.

Recorde-se que o filme “Damsel” (“Donzela”), o mais visto do ano na Netflix, também foi filmado em Sortelha; a série “House of The Dragon”, prequela de “A Guerra dos Tronos” da HBO teve como cenário a Aldeia Histórica de Monsanto; enquanto a série nacional, “Salto de Fé”, que vai estrear este verão na RTP, foi gravada na Aldeia Histórica de Castelo Novo.

A história de “1506 – O Genocídio em Lisboa” recua ao tempo da Lisboa quinhentista. Assim, foi necessário procurar cenários para recriar aquele ambiente, e graças à conservação da Aldeia Histórica de Sortelha, cuja fisionomia urbana e arquitetónica se mantém inalterada desde o renascimento até aos nossos dias, revelou-se um dos locais ideais para o efeito.

A produção é 100% baseada em factos reais. O filme “1506 – O Genocídio de Lisboa”, realizado por Luís Ismael e produzido pela LightBox, estará disponível online e gratuitamente, às 23h59, desta quinta-feira, dia 18 de abril, no canal de YouTube da Comunidade Israelita do Porto (CIP) em cinco idiomas: português, hebraico, inglês, francês e castelhano. Estão também previstas sessões no Porto no mesmo dia, na Fundação Cupertino de Miranda, às 21h; em Lisboa no dia 2 de maio, no Cinema City do Campo Pequeno, às 18h30, e em Madrid, Londres, Paris, Nova Iorque, Hamburgo e Sidney.

A verdade é que as Aldeias Históricas de Portugal são cada vez mais escolhidas como pano de fundo para as mais variadas produções nacionais e internacionais, pela sua inigualável beleza, património histórico-cultural e paisagens em estado puro.

É disso exemplo o filme “Damsel” (“Donzela”), uma produção internacional lançada este ano na plataforma de streaming Netflix. É o filme mais visto do ano, a nível mundial, e foi gravado na Aldeia Histórica de Sortelha. Também a série internacional da HBO “House of The Dragon”, prequela de “A Guerra dos Tronos”, escolheu uma das Aldeias Históricas de Portugal como um dos seus cenários: Monsanto. E, este verão, vai estrear na RTP uma série nacional gravada na Aldeia Histórica de Castelo Novo, chamada “Salto de Fé”.

Estes são apenas alguns títulos cuja rodagem passou pelas Aldeias Históricas de Portugal e que demonstram o crescente interesse, tanto na produção nacional como internacional, pelos magníficos recantos destas 12 aldeias.

Sobre a Aldeias Históricas de Portugal

Entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, encontram-se 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, surgem como paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, de épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje. São, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia.

No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22, a maior rota de Walking & Cycling na Europa e em Portugal, com cerca de 600 km. A Grande Rota 22 tem o selo Leading Quality Trails – Best of Europe, entregue pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial – e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION. E, em 2020, foram o primeiro destino a nível nacional a criar o “Manifesto do Turista Responsável”, lembrando aos seus visitantes a importância do respeito pela natureza.